John Mill

John Mill (1645-1707) filólogo e crítico textual do Novo Testamento inglês. Viveu e é contado entre os “Caroline Divines”.

Em 1707 saiu seu Novum testamentum græcum, cum lectionibus variantibus MSS. exemplar, versionum, editionum SS. patrum et scriptorum ecclesiasticorum, et in easdem nolis, publicado em Oxford. Essa edição crítica levou trinta anos e avançou a erudição do Novo Testamento, pela inclusão do aparato com as leituras variantes.

Sua edição reimprimiu o texto de Stephanus de 1550, mas exibiu a evidência de 30.000 variantes textuais de manuscritos gregos, pais da igreja e outras versões antigas. O grande número de variantes foi bastante inquietante para alguns tradicionalistas, mas a defesa de Mill pelo filólogo Richard Bentley garantiu a recepção de seu trabalho e a continuidade da crítica textual como disciplina legítima no protestantismo inglês. Bentley argumentou que Mill não era responsável pelas diferenças entre os vários manuscritos, pois apenas as apontou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: