Habacuque

O livro de Habacuque pertence aos Doze, a coleção dos Profetas Menores. Habacuque é um debate com Deus acerca da violência e da injustiça, mas finaliza com um hino de esperança.

Habacuque, em hebraico חֲבַקּוּק, não se sabe exato o significado do seu nome, a raíz da palavra é relacionado com o verbo “abraçar”. Pouco se sabe de sua vida, seria provavelmente um profeta público.

Fontes extra-bíblicas adicionaram lendas sobre o profeta. A porção apócrifa adicional ao Livro de Daniel, chamado de Bel e o Dragão, menciona Habacuque trazendo comida a Daniel quando esse estava na cova dos leões. O Talmud identifica-o com o filho da viúva ressuscitado por Eliseu (2 Re 4). Tuiserskan, cidade na antiga região de Ecbatana (noroeste do Irã) possui um mausoléu, onde reivindicam que seja sepultado o profeta.

Escrito por volta do ano 620-610 a.C., quando o Império Caldeu (neobabilônico) levantou no Oriente, derrotando a aliança assiro-egípcia e tornou-se a potência da região. Foi escrito em Judá e nesse tempo o Reino do Norte, Israel já havia sido conquistado e dispersado pelos assírios. Habacuque seria um profeta pré-exílico, contemporâneo de Jeremias e talvez de Naum e Sofonias.

São dois diálogos e um salmo. Existe a possibilidade que o Primeiro Diálogo tenha sido escrito logo após o reinado de Josias, quando o reino de Judá se corrompeu sob influência de Joaquim (2 Re 23:36-24:7). Direcionado ao Reino de Judá, anuncia a vinda dos caldeus para punir sua iniquidade. O Segundo Diálogo teria sido às vésperas da invasão Babilônica, cuja violência foi demonstrada na Batalha de Carquemis e na conquista de Nínive. No segundo diálogo dá esperança de restauração futura e punição da violência babilônica.

O manuscrito mais antigo foi encontrado na caverna de ‘ain Feshka, no Mar Morto, contendo os capítulos 1 e 2, e uma peshat, comentário ao estilo mishnaico, datado do século I a.C.

TEMAS

Deus pode parecer não estar atuando, mas está. O Senhor tem um propósito maior. Deus pune a injustiça. Deus escuta e responde as orações, embora as respostas não possam ser aquilo que se esperava. Deus é justo, santo e poderoso. A vida do justo deve ser fundamentada na fidelidade.

Habacuque, ao contrário dos outros profetas que voltavam suas profecias contra as nações, apresenta um diálogo entre o profeta e Deus. Trata-se de uma teodiceia, um enfrentamento da questão dos motivos para o mal, como o Livro de Jó.

2 comentários em “Habacuque”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s