Comunhão

Do grego κοινωνία, koinonia, comunhão, participação conjunta, cooperação, prática de intimidade.

O termo possui vários significados e matizes.

1. Koinonia: do grego κοινωνία, aparece em 43 lugares no Novo Testamento e nenhuma vez na Septuaginta para denotar comunhão em diversas nuances.

Em sentido amplo, koinonia é expressa na physis (natureza humana corpórea), a qual todos compartilham (Hebreus 2:14).

Outro sentido é o de cooperação ou colaboração (Lucas 5:10; 2 Coríntios 8:23); compartilhamento de recursos para a coexistência (Atos 2:42).

Há outros sentidos específicos em relação a divindade e fraternidade, com algumas detonações são relevantes salientar.

A koninonia denota a interrelação divina e seu caráter (2 Pedro 1: 4), além de compartilhamento com Deus (1 João 1:6), entre Pai e Seu Filho (1 João 1:3), com Jesus (1 Coríntios 1:9) e seus sofrimentos (Filipenses 3:10; 1 Pedro 4:13), com sua glória futura (1 Pedro 5: 1), com o Espírito Santo (2 Coríntios 13:14; Filipenses 2:1).

O Novo Testamento menciona a possibilidade de koinonia com o sangue e o corpo de Cristo (1 Coríntios 10:16), bem como com sacrifícios a ídolos (1 Coríntios 10:18-20).

Há o madado para haver koinonia com outros cristãos, seus sofrimentos, consolo e fé (Atos 2:42; 2 Coríntios 1: 7; Filipenses 4:14; Gálatas 2: 9; 1 João 1: 3, 1: 7; Hebreus 10:33; Apocalipse 1: 9; Filemom 1: 6, 1:17).

Em si, a koinoia uma dádiva espiritual (Romanos 11:17), recebida com evangelho (1 Coríntios 9:23). Ainda que haja elementos incompatíveis (2 Coríntios 6:14), até as más obras podem ser efectualmente compartilhadas (Mateus 23:30; Efésios 5:11; 1 Timóteo 5:22; 2 João 1:11; Apocalipse 18: 4), afetando uns aos outros.

É ato de koinonia compartilhar o evangelho (1 Coríntios 9:23; Filipenses 1:5), suas graças (Romanos 15:27; Filipenses 1: 7), atender as necessidades materiais (Romanos 12:13, 15:26-27; 2 Coríntios 8:4, 9:13; Gálatas 6:6; Filipenses 4:15; 1 Timóteo 6:18; Hebreus 13:16).

2. : nos escritos paulinos o termo pistis, fé, para incluem os sentidos de vnculo de confiança e comunidade. Mais que um estado subjetivo de emoção, crença ou cognição, fé nesse contexto paulino é relacional (1 Ts 1:8; 3:2; 1 Co 2:5; 2 Co 15:14; Gl 2; Gl 6:10).

3. Egrégora: ἐγρήγορος egrêgoros, estar em vigilância, estar desperto, o sentimento e atmosfera quando um grupo compartilha uma motivação, direção e propósito. Em contexto de culto, denota à presença de Jesus Cristo mediante o Espírito Santo na assembleia dos fiéis. (Mt 18:20; Jo 14:26; At 2:1-4; Ez 36:27; Cl 4:2).

Koinonia é central na mensagem de Cristo, a qual se resume estar em uma comunhão de amor com Deus e o próximo (Mateus 22:37-39).

Uma consideração sobre “Comunhão”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s