Evangelista

Evangelistas são mencionados apenas três vezes no Novo Testamento.

Filipe era um evangelista em Cesareia (Atos 21:8), mas não temos explicações do motivo de ele ser chamado assim. Suas atividades de propagação do evangelho levam a inferir que evangelista seria um disseminador da mensagem de Cristo.

Evangelistas estão listados entre outros dons ou vocações à Igreja (profetas, mestres, pastores, apóstolos) em Efésios 4:11, sem definir o que seria um evangelista.

Uma definição funcional aparece em 2 Tm 4:1-5, onde um evangelista é aquele que trabalha para disseminar o Evangelho.

A palavra grega para “evangelho” é εὐὐγγελος (euangelo) e o verbo que significa “pregar o evangelho” é εὐαγγελζζεσθαι (euangelizesthai). Isso leva a inferir que “evangelista” (euangelistes εὐαγγελιστής) significasse “portador de boas notícias”.

O termo não aparece quase na literatura cristã primitiva. Uma notável exceção é Panteno de Alexandria, o qual é contado entre os evangelistas por Eusébio de Cesareia (História Eclesiástica 5.10). Eventualmente, o termo ficou associado aos autores dos quatro evangelhos canônicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: