Hipótese documentária

Hipótese em crítica textual que postula que o Pentateuco é uma composição de textos ou fontes anteriores. Sua forma clássica foi sintetizada no século XIX pelo biblista alemão Julius Wellhausen.

Esses documentos, indicados pelas iniciais J, E, P e D seriam datados em diversas épocas, mas fundidos em um só documento durante ou depois do exílio.

Desde os anos 1970, praticamente poucos estudiosos (como Richard Elliott Friedman) aceitam a existência de documentos distintos. Outras teorias, como a hipótese suplementar, a hipótese fragmentária, o minimalismo bíblico ou a hipótese neo-documentária oferecem outros modelos de composição bíblica.