Literatura Pseudoclementina

Literatura pseudoepígrafa (falsamente atribuída) ao presbítero romano Clemente (?-97?).

A literatura consiste em uma coleção de duas epístolas, as Homilias, pregações supostamente de Pedro, e os Reconhecimentos (Anagnorismoi, Reconsiderações) e os epítomes, fragmentos de dizeres. Ambos documentos são derivads de um único original grego, provavelmente do século III, ou ainda do século II d.C. Teria sido citado duas vezes por Orígenes, embora tais citações poderiam ser interpolações de copistas. Reconhecimentos, 1.27–71 teve uma possível fonte judaico-cristã, datada de c. 100–15 EC, em algum lugar na terra tradicional de Israel. Em sua forma atual, as Homilias datam de 325 a 380, e os Reconhecimentos de 360 ​​a 380.

Os Reconhecimentos contém relatos das leis de diferentes nações, que seguem de perto o texto do “Livro da Lei dos Países”, incorporando os ensinamentos de Bardesanes, provavelmente escritos por um de seus discípulos.

As Homilias é um romance filosófico com 20 discursos proferidos por Clemente em Roma e dirigidos a Tiago, irmão de Jesus, em Jerusalém. Há também duas epístolas a Tiago, uma de Pedro e outra de Clemente. Na parte narrativa, Clemente é orientado por Barnabé e encontra Pedro em Cesareia. Clemente acompanha Pedro em suas viagens missionárias e testemunha o encontro com Simão, o Mago. Há conteúdo associado com o judaísmo e com os samaritanos.

Os Reconhecimentos provavelmente representam uma versão um tanto catolizada das Homilias traduzidas para o latim por Rufino no século IV (também existem epítomas posteriores).

Na literatura clementina Tiago, irmão do Senhor, aparece como “bispo dos bispos”. Até mesmo Pedro é retratado como pedindo aprovação de Tiago para que somente ministros qualificados leiam as Escrituras nos cultos. No entanto, também é uma das primeiras alusões a uma sucessão petrina em Roma.

BIBLIOGRAFIA

Bourgel, Jonathan. “The Holders of the “Word of Truth”: The Pharisees in Pseudo-Clementine Recognitions 1.27–71.” Journal of Early Christian Studies 25, no. 2 (2017): 171-200.

Cullmann, Oscar. Le problème littéraire et historique du roman pseudo-clémentin, Paris, 1930.

De Vos, Benjamin. “‘The Pseudo-Clementine Novel” : A Clash between Judeo-Christianity and Paganism for the ‘True Paideia’ (the Influence and Role of Greek Rhetorical Education).” 2018.

Frizzell, Lawrence. “An Ancient Jewish-Christian Source on the History of Christianity: Pseudo-Clementine Recognitions 1. 27-71 (review).” Journal of Early Christian Studies 5, no. 2 (1997): 288-89.

Touati, Charlotte. “Peter and Simon in the Pseudo-Clementine Novel.” Revue De L’histoire Des Religions 125, no. 1 (2008): 53-74.

2 comentários em “Literatura Pseudoclementina”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: