Carolina Dalgas

Carolina Dalgas (1832 -1893) educadora, tradutora e hinista evangélica italiana de origem dinamarquesa.

Nascida em Livorno em uma família reformada franco-dinamarquesa. Seu pai era o cônsul Jean Antoine Dalgas (1788-1835). Com a morte do pai, Carolina foi confiada ao tio paterno por sua mãe, quando o resto de sua família retornou à Dinamarca.

Carolina foi ativa da Igreja Evangélica de Livorno. Foi instrutora e depois coordenadora nas escolas primárias valdenses e na escola dominical. Escreveu para revistas infantis, além de traduzir, compor e compilar hinos da L’Arpa Evangelica (1867).

É autora dos hinos “Senhor, preciso mais da tua luz” e “Eu Sou um cordeirinho” .

Foi diretora do Liceu Feminino de Torre Pellice, do Colégio Feminino Anglo-Romano e do Instituto de Roma.

BIBLIOGRAFIA

Dalgas , Enrico. Familien Dalgas, 1891

Carolina Dalgas. Dizionario Biografico dei Protestanti in Italia. Società di Studi Valdesi.

Dwight L. Moody

Dwight L. Moody (1837-1899) foi um evangelista em Chicago. Sua influência doutrinária no avivamento pentecostal italiano foi marcante.

Moody era um vendendor de uma loja em Boston. Mais tarde mudou-se para Chicago. Em 1856, após sua conversão, abriu uma escola dominical. Como das muitas crianças educadas por ele no evangelho depois de adultas continuavam a frequentar suas reuniões, Moody começou a fazer cultos não denominacionais. Multidões se reuníam para as cultos de avivamento para vê-lo pregar.

Moody começou a viajar pelos Estados Unidos e Grã-Bretanha fazendo reuniões de evangelização em auditórios, acompanhado pelo músico Ira David Sankey.

Com mensagem simples e propondo uma leitura intensiva e tópica da Bíblia, Moody levou o evangelho a milhares de almas. Apesar de ser bem popular, recusava o culto de personalidade. Por vezes, pedia para que os convertidos não viessem às suas reuniões para dar lugar aos não crentes.

Moody fundou o North Side Tabernacle (renomeado depois de sua morte como “The Moody Memorial Church”), o Moody Bible Institute (fundado em 1886, como Chicago Evangelization Society), além outras escolas pelo país.

Suas reuniões livres de treinamento bíblico atraíam vários pioneiros como Rosina Francescon e seu trabalho na Associação Cristã nos Moços permitiu que essa organização apoiasse o trabalho de evangelização entre os italianos da cidade.

Moody era proponente da chamada Soteriologia de Keswick, no qual enfatizava o revestimento do poder do Espírito Santo subsequente à salvação. Moody sumarizava a mensagem do evangelho em “Três Erres”: ruína, redenção e regeneração. A ruína pelo pecado afetava a vida espiritual, social e material do ser humano enquanto a redenção pelo poder do sangue de Jesus permitia regeneração pela obra do Espírito Santo.

A contribuição da hinódia de músicos ligados a Moody foi indelével nos hinários que vieram a ser adotados pelas igrejas pentecostais italianas e na Congregação Cristã no Brasil.

Massimiliano Tosetto

Massimiliano (Maximilian ou Max) Tosetto (1877-1949) foi um pioneiro, compositor de hinos e ancião nas igrejas cristãs italianas nos Estados Unidos e Canadá. Foi um dos principais autores dos hinos da Congregação Cristã e um dos proponentes dos Doze Pontos de Doutrinas.

The Legacy of Massimiliano Tosetto: Italian American Pentecostal Pioneer |  Flower Pentecostal Heritage Center

Tosetto nasceu em Campiglia dei Berici, Província de Vincenza, Itália. Perdeu a mãe cedo, mas cresceu comprometido com a igreja, a família e a educação. Foi a Milão estudar Arte Decorativa no Instituto de Arte em Milão, tornando-se pintor de afrescos. Cerca de 1889, Tosetto converteu-se a Cristo numa igreja batista evangélica em Milão.

Tosetto migrou para os Estados Unidos em 1901 e no final de 1903 passou a viver Chicago para trabalhar como decorador para a Marshal Field, Co, na qual alguns outros pioneiros também trabalhavam. Nessa cidade, Tosetto frequentava tanto reuniões de estudos bíblicos na Igreja Moody quanto o grupo sem denominacional chamado “Chiesa dei Toscani”, cujos líderes eram G. Beretta, P. Ottolini e P. Menconi.

Em fevereiro de 1907, Tosetto retornou a sua cidade natal, Campiglia dei Berici. Iniciou a evangelizar, formando uma igreja sob cerrada perseguição do clero. Construiu uma casa de oração, inaugurada em 15 de agosto de 1908 na presença de cinco pastores evangélicos e cem pessoas. Tosetto então entregou a igreja aos cuidados dos metodistas wesleyanos e retornou a Chicago.

Em 1909, Tosetto recebeu o batismo no Espírito Santo com sinais de falar em novas línguas. No ano seguinte, casou-se com Luisa Isola (1891-1913), com quem teve um filho. Enviuvado, em 1914 casou-se com Maria Carmella Pontarelli, com quem teve seis filhos.

Em 1914, juntamente com Michele Palma e Luigi Terragnoli, compilou o primeiro hinário Inni e Salmi Spirituali. Seria o editor dos sucessivos hinários, até sua versão-padrão em 1928. Traduziu vários hinos do inglês para o italiano além de compor várias das músicas.

Em 1916, após ser milagrosamente curado de uma infecção no ouvido, entregou-se ao ministério de tempo integral. Mudou-se para Niagara Falls, NY, onde assumiu as responsabilidades da Chiesa Cristiana, depois renomeada Walnut Avenue Christian Church.

Atendeu a obra pentecostal italiana no noroeste do estado Nova York, responsável por igrejas em Lockport, Tonawanda, Buffalo, Jamestown e Niagara Falls, bem como no Canadá. Trabalhou em estreita colaboração com Michele Palma e Luigi Terragnoli nessa época.

Diante da controvérsia sobre o consumo de sangue entre os crentes italianos, Tosetto convocou a primeira reunião das igrejas da obra pentecostal italiana nos Estados Unidos. Para tal, reformou e ampliou a casa de oração de Niagara Falls. A primeira Convenção Geral das Igrejas Cristãs Italianas residentes nos Estados Unidos e Caandá foi realizada em 1927. Tosetto foi um dos presidentes e o proponente dos doze pontos de doutrina e de fé — os artigos de fé que viria servir como base para o movimento.

Nos anos segunites, Tosetto serviu no como um dos cinco ‘supervisores’ da então chamada Unorganized Italian Christian Church of North America.

Tosetto morreu em Montreal em 1949 enquanto pregava sobre “Preciosa aos olhos do Senhor é a morte de seus santos”. Após exortar a viver em paz e amor, finalizou com as palavras: “Sinto como se tivesse asas, pronto para voar. “

BIBLIOGRAFIA

https://sites.google.com/view/explorations-in-italian-protes/p-t/tosetto-massimilian

Garon, Emilio, ‘L’evangelico Tosetto e gli strali del vescovo’, Il Giornale di Vicenza, https://www.ilgiornaledivicenza.it/argomenti/cultura/l-evangelico-tosetto-e-gli-strali-del-vescovo-1.6849277

Tosetto, Maximillian, “Primo, secundo, e terzo trattato: non mangiate alcun sangue”, 1926.

Palma, Paul (2019), Italian American Pentecostalism and the Struggle for Religious Identity, London: Routledge 2019.

Quaglio, Lorenzo, ‘La Chiesa Cristiana Evangelica di Campiglia dei Berici’.

Strippoli, Giuseppe, Slide Deck, 7 Nov 2015, http://www.adivenezia.it/wordpress/wp-content/uploads/2015/02/Massimiliano-Tosetto.pdf

Louis Terragnoli

Louis Terragnoli (1887-1947), ancião, músico e missionário ítalo-americano.

Luigi nasceu em Prezza, Aquila, na província dos Abruzzos, no sul da Itália.

Aos 20 anos Terragnoli emigrou aos Estados Unidos, onde trabalhou em linha férrea e depois como encanador. Converteu-se ao chegar em Chicago quando escutou o evangelho enquanto trabalhava debaixo de um bonde no pátio de uma oficia. Em 1907 recebeu uma cura miraculosa e foi separado para missões.

Nos anos seguintes, viajou para Des Moines (Iowa), New Jersey, New York, Itália e Brasil. Foi o introdutor do ministério da música no Brasil.

Casou-se com Maria “Mattie” Piedmonte, de Holley (NY) e o casal viria morar em Buffalo (NY). Nessa cidade Terragnoli passou a ser ancião e a colaborar estreitamente com Max Tosetto. A igreja nessa cidade cresceu consideravelmente sob seu ministério.

Músico prolifico, compôs vários hinos que constam nos hinários do movimento pentecostal italiano. Teve vários filhos envolvidos no ministério e veio a falecer em 1947.

Eu sou um cordeirinho

Um dos mais fofos hinos de criança guarda uma mensagem profunda: o Pastor Divino encontra a ovelha perdida – a qual é SUA – e a conduz com um carinho terno para pastos seguros.

Um dos mais fofos hinos de criança guarda uma mensagem profunda: o Pastor Divino encontra a ovelha perdida - a qual é SUA - e a conduz com um carinho terno para pastos seguros.

A educadora e poetisa evangélica italiana Carolina Dalgas compôs esse hino em 1867 para um hinário infantil. Alude ao Salmo 23 e à parábola da ovelha perdida (Mt 18:12-14; Lc 15:3-7). Foi difundido em língua portuguesa pelos hinários da Congregação Cristã no Brasil.

Eu sou um cordeirinho, Jesus é o meu pastor;
Desfruto seu carinho e seu sublime amor;
Nasci no seu rebanho por graça divinal;
Não sigo a voz do estranho, mas só a paternal.

Eu sou um cordeirinho, Jesus é meu pastor;
Sou um feliz menino nos braços do Senhor;
A Sua voz conheço, também o Seu querer;
A Ele obedeço, disposto e com prazer.

Sozinho no deserto jamais eu posso andar;
Jesus está bem perto a fim de me guardar;
É grande o cuidado que ele tem por mim;
O meu pastor amado me guia até o fim.

Partitura