Filocalia

Filocalia ou Filocália (em grego: φιλοκαλία, “amor ao belo, ao bom”) é uma antologia de textos monásticos da Igreja Ortodoxa Grega escritos entre os séculos IV e XV. A primeira edição foi publicada em Veneza em 1782; uma segunda edição em Atenas em 1893 popularizou o texto. Há oura recensão eslava além da edição grega.

São textos meditativos e espirituais de vários escritores místicos. Monges, eremitas, orações, poemas e meditações dos primeiros séculos do cristianismo. Alguns autores são João Crisóstomo, Macário e Nicéforo e outros autores patrísticos.

O teor varia entre uma contemplação mística a um manual na luta contra o ma e as tendências negativas pecaminosas.

É a principal fonte da teologia vivida do cristianismo ortodoxo grego. Ao contrário da sistematização teológica desenvolvida a partir da era escolástica, a tradição ortodoxa seguiu uma via contemplativa e cultual, cujo principal documento e fonte é a Filocalia.

Sobor

Em eslavo eclesiástico sobor съборъ assembleia e sobornost соборность comunhão espiritual de muitas pessoas coexistindo juntas. Este conceito de unidade emergente implica que a Igreja existe como fenômeno supra-individual fundado em uma relação de comunhão de seus membros, especialmente exercidada pela oração.

As ramificações eclesiológicas e teológicas da sobor resultam que um indivíduo sozinho não tenha voz ou legitimidade para modificar a Igreja ou expressar sua doutrina, mas sua dinâmica ou expressão teológica ocorre via sobornost.