Aretalogia

Aretalogia ou aretologia do grego: Αρεταλογία, aretḗ, virtude + logia, é uma forma de gênero de louvor em que os atributos de uma divindade são listados. Tem a forma de poema na primeira pessoa, uma lista de epítetos, nomes e qualidades, poderes (dynameis) invenções ou criações (heuremata) e obras (erga).

O gênero textual da aretalogia ocorre em várias tradições religiosas.י״ג מִידּוֹת Nas religiões dhármicas o termo em sânscrito é ātmastuti. Nas tradições cuneiformes mesopotâmicas eram as listas lexicais dos deuses, como na Oração de Assurbanípal a Assur ou a parte final de Enuma Elish. Na literatura greco-romana um exemplo é a Aretalogia a Isis (Apuleio. O Asno de Ouro, 11.22.6). No islã há os Noventa e nove nomes de Alá (al-asmá al-husná). No cristianismo, as escolásticas medieval e reformada foram construída a partir de listas de atributos divinos.

Um gênero derivado, por vezes também referido como aretalogia, sãos as biografias laudatórias de heróis ou figuras lendárias, como A vida de Pitágoras de Porfírio ou A vida de Moisés de Filo de Alexandria.

Na Bíblia, não há um explícito elenco de virtudes divinos do gênero da aretologia conforme os paralelos literários da época. Todavia, alguns traços do gênero aparecem no louvor à Sabedoria em Provérbios 8. Também, há listas como em Êx 34:6–7; Nm 14:18; Jl 2:13; Jn 4:2; Mq 7:18; Na 1:3; Sl 86:15; 103:8; 145:8; Ne 9:17 dos atributos da misericórdia, os quais aparecem após o incidente do Bezerro de Ouro, quando Deus ameaçou destruir Israel (Êx 32:10). A aretologia no sentido biográfico pode ter influenciado o gênero literário dos evangelhos.

BIBLIOGRAFIA

Hadas, Moses and Smith, Morton. Heroes and Gods: Spiritual Biographies in Antiquity. London: Routledge & Kegan Paul, 1965.
Smith, Morton. “Prolegomena to A Discussion of Aretalogies, Divine Men, the Gospels and Jesus.” Journal of Biblical Literature 90 (1971): 174-199

https://www.treccani.it/enciclopedia/aretalogia_%28Enciclopedia-Italiana%29/

Parabíblica, Literatura

Literatura parabíblica refere-se ao gênero literário de obras que expandem, reformulam ou parafraseiam textos bíblicos.

Similar expansão ou reescrita ocorre na midrash, mas com caráter interpretativo livre. Muito da literatura parabíblica é pseudoepígrafa, atribuíndo sua autoria ou versando sobre personagens célebres da história israelita ou cristã.

  • Apócrifo do Gênesis
  • Livro dos Jubileus
  • Pseudo-Filo

Acróstico

Um acróstico é um jogo de palavras no qual a primeira letra de cada frase segue a ordem alfabética. Há vinte e duas letras no alfabeto hebraico, então cada acróstico alfabético terá vinte e duas partes.

Os acrósticos ocorrem apenas nas seções hebraicas da Bíblia, nenhuma em grego ou aramaico.

É desafiador em compor um acróstico, pois é difícil encontrar palavras apropriadas para letras que ocorrem com pouca frequência. Por exemplo, em hebraico existem apenas onze palavras que começam com waw, dez delas são palavras raras, mas a conjunção ו (e, isso, mas) é bem versátil.

CONCORDÂNCIA: LISTA DE ACRÓSTICOS BÍBLICOS

  • Salmos 9 e 10 juntos
  • Salmo 25
  • Salmo 34
  • Salmo 37
  • Salmos 111 e 112
  • Salmo 119
  • Salmo 145
  • Provérbios 31: 10-31, o louvor à esposa virtuosa
  • Livro de Lamentações e Lm 1:1-4
  • Naum 1, sem consenso se é um acróstico, se foi composto com lacunas por razões literárias ou se é fragmentário.

SAIBA MAIS 

D. L. Christensen, “The Acrostic of Nahum Reconsidered,” ZAW 27 (1975): 17–30

S. J. de Vries, “The Acrostic of Nahum in the Jerusalem Liturgy,” VT 16 (1966): 476–81.