Josué

Josué refere-se tanto ao personagem que acompanhou Moisés na saída do Egito e participou da conquista de Canaã quanto ao livro que relata essa conquista.

O LIVRO DE JOSUÉ
Canonicamente, é o sexto livro do Antigo Testamento. É o primeiro livro classificado como Históricos no cânone cristão e o primeiro dos Profetas Anteriores do cânone judeu. Entre os gêneros literários contém narrativa, descrição topográfica e exortação. Tematicamente relata a ação de Deus em prol do povo de Israel em suas batalhas para a conquista da Terra Prometida condicionada pela fidelidade expressa por Josué, o sucessor de Moisés.

Estruturalmente, contém três grandes divisões. A primeira divisão discorre sobre a conquista da Terra Prometida (1-12), incluíndo a travessia do Jordão (3) e conquista de Jericó (6). A segunda parte discorre sobre a divisão da terra (13-22). Por fim, um epílogo (23-24) retrada o renovo da aliança das tribos de Israel em Siquém, as morte de Josué e do sacerdote Eleazar, por fim, o sepultamento dos ossos de José.

Êxodo

Êxodo, em grego “partida” ou “saída”, e refere-se à saída dos israelitas do Egito. O título hebraico é Ve-eleh shemoth, as primeiras palavras do libro “e estes são os nomes”.

Continua onde termina o livro de Gênesis: com os israelitas no Egito. Entretanto, o povo de Israel é reduzido à escravidão (1). Deus emprega Moisés para libertar Israel (2-4). Contudo, o Faraó resiste e Deus responde enviando pragas ao Egito que cuminam com a morte do primogênito (5-13). Israel se prepara para a libertação celebrando a Páscoa. Depois da passagem miraculosa pelo mar e um cântico de vitória, o povo de Israel viaja pelo Deserto do Sinai, murmurando ao longo do caminho (14-18). No monte Sinai, Israel recebe os Dez Mandamentos e forma uma relação de aliança com Deus (19-24). Enquanto Moisés está recebendo instruções adicionais, Israel se rebelou construindo o bezerro de ouro (32). O povo Israel então constrói o tabernáculo conforme as instruções recebidas (25-40).

SAIBA MAIS
Sarna, Nahum. Exploring Exodus: The Origins of Biblical Israel. New York: Schocken Books, 1986.

Gênesis

É o livro que relata as origens do cosmo, de várias instituições e do povo hebreu. Chamado em hebraico Bereshith, ou seja, “no início”, a primeira palavra do livro e de Gênesis, “criação” ou “geração”, em grego. Tradicionalmente, Gênesis é o primeiro livro que integra o Pentateuco ou Torá.

Divide-se em duas partes principais. A primeira parte (1-11) é a História Primeva, com os relatos sobre a cosmogonia, o pecado original, as primeiras tecnologias, as gerações, o dilúvio e a dispersão após a Torre de Babel. A segunda parte (12-50) compreende os ciclos dos patriarcas Abraão (10-25:18), Isaque (25: 19-35: 29), Jacó e seus filhos, especialmente José no Egito (36-50).

Sua autoria é anônima. Desde o período helenístico sua autoria foi atribuída diversamente a Moisés, José, Samuel, Esdras e grupos de escribas.