Anglicanismo

O anglicanismo é um ramo da cristandade que reivindica a continuidade das tradições históricas do cristianismo surgido na Inglaterra e, de lá, para o mundo. Com a separação da Igreja da Inglaterra de outras autoridades (como o papado) durante a Reforma, essa denominação ganhou características próprias, sendo chamada de via média entre o catolicismo e o protestantismo.

As bases doutrinárias sõs os credos Apostólico e Niceno, a leitura da Bíblia em vernáculo, a celebração do batismo e da Eucaristia , bem como o tríplice ofício eclesiástico de diácono, presbítero e bispo. O Livro de Oração Comum ou equivalente unifica a espiritualidade anglicana. Mantém uma visão positiva do direito canônico. Permite uma amplitude de diversidade teológica e litúrgica ao redor do mundo.

O monarca inglês mantém o ofício de Defensor da Fé, como líder secular da Igreja da Inglaterra. O Arcebispo da Cantuária mantém uma posição de primeiro entre seus pares, líderes de outras igrejas nacionais da Comunhão Anglicana. Em alguns países são chamados de Epicospais. No Brasil, estão presentes com a Igreja Episcopal Anglicana. Em Portugal estão organizados na Igreja Católica Evangélica Lusitana.

Há vertentes anglicanas independentes que observam alguns elementos denominacionais anglicanos.

Joseph Mede

Joseph Mede (1586-1638) foi um filólogo, teólogo e exegeta inglês de orientação anglicana.

Mede screveu uma interpretação escatológica em um comentário do Apocalipse, Clavis Apocalyptica. Nessa obra, fez algumas previsões para o retorno de Cristo, uma delas para 1712.

Foi pioneiro em considerar possessões demoníacas como doenças mentais e propôs que o Livro de Zacarias teve mais de um autor.

Considerava o dia do juízo como um período de mil anos, precedido pela ressurreição dos mártires e sua admissão ao céu. Esse período seria um período de “paz mais feliz” para a Igreja na terra, mas rejeita expressamente um reino terrestre de Cristo.

Foi um proponente da tolerância de divergência de opiniões.

‘Eu nunca me vi propenso a mudar minhas afeições sinceras a alguém por mera diferença de opinião.’

‘Não posso acreditar que a verdade possa ser prejudicada pela descoberta da verdade.’

BIBLIOGRAFIA

Mead, Joseph by Alexander Gordon. Dictionary of National Biography, 1885-1900, Volume 37

James Eustace Purdie

James Eustace Purdie (1880-1977)  foi um educador pentecostal canadense.

Originalmente um vigário anglicano educado no Wycliffe Theological College em Toronto, abraçou a Obra do Espírito Santo conforme o entendimento pentecostal. Foi apontado e dirigiu a primeira escola bíblica pentecostal canadense. Foi autor de um catecismo que em 1953 foi traduzido e publicado para o benefício das igrejas na Itália.

BIBLIOGRAFIA

Purdie, J. Eustace. Principi Di Dottrina e Di Fede. Translated by Eliana Rustici. Roma: Edizioni “Scuola Domenicale,” 1953.

Valcourt, Stephen. James Eustace Purdie: the man who swam against the tide of anti-intellectualism in Canadian Pentecostalism.  2018  https://abundantsprings.church/blog/james-eustace-purdie-the-man-who-swam-against-the-tide-of-anti-intellectualism-in-canadian-pentecostalism

Sarah Trimmer

Sarah Trimmer (1741 – 1810) foi uma filantropa e biblista britânica.

Anglicana devota, fundou várias escolas dominicais e escolas de caridade em sua paróquia. Escreveu livros e manuais para iniciar suas próprias escolas, inspirando outras mulheres, como Hannah More, a estabelecer programas de escola dominical e a escrever para crianças e os pobres. Trimmer argumentava que as escolas dominicais deviam ensinar não apenas a ler a Bíblia, mas a raciocinar e tirar conclusões teológicas e políticas.

 Publicou o  A Help to the Unlearned (1805), um comentário em um único volume publicado em 1805 para disseminar o conhecimento bíblico.