Herodes, o Grande

Herodes I, cognominado de Herodes, o Grande, (Ἡρῴδης, Hērōdēs), foi rei dos judeus de 37 a.C. a 4 a.C. e membro mais prominente da família herodiana.

Filho de um idumeu incorporado ao povo de israel pelos macabeus, Herodes ganhou a simpatia dos seus senhores romanos e foi um rei-vassalo em total lealdade a Roma.

Realizou programas de construção grandiosos, como a reforma do templo de Jerusalém e a construção de Cesareia.

De acordo com Mt 2:1-18, Lc 1:5, o nascimento de Jesus ocorreu enquanto Herodes era rei.

Após a morte de Herodes , Augusto dividiu seu reino. Para Arquelau coube o título de etnarca e metade do território (Judeia, Idumeia e Samaria). A outra metade foi dividida em duas tetrarquias: Antipas recebeu Galiléia e Pereia; Filipe recebeu Bataneia, Traconites e Auranites.

Herodes Antipas

Em grego Ἡρῴδης Ἀντίπας, (c.25 a.C.-depois de 39 d.C.), era filho de Herodes, o Grande, e de Maltace. Herodes Antipas aparece no Novo Testamento com maior frequência do que qualquer outro membro da família herodiana, sendo referido apenas como “Herodes”.

Os ministérios de João Batista e Jesus ocorreram durante seu governo. É mencionado brevemente (Mc 8:15; Lc 3:1; 8:3; At 13:1), mas foi o interrogador de Jesus depois que Pilatos o enviou (Lc 23:2-15). Lucas registra outro incidente anterior quando Antipas buscava Jesus para matá-lo (Lc 13:31–35). Quando vários fariseus alertaram Jesus, ele chamou Antipas de “raposa”. A igreja primitiva implicou Antipas na morte de Jesus junto com Pilatos, os gentios e o povo de Israel (At 4:25-27).

Educado em Roma, Antipas era o único herdeiro de Herodes, o Grande, mas este antes de morrer mudou seu testamento dividindo seu reino em quatro: a Arquelau, Filipe, Salomé e Antipas. (Josefo Antiguidades 17.188; Guerra Judaica 1.620-646).

Antipas e Arquelau contestaram o testamento e Augusto César nomeou Antipas tetrarca da Galileia e Pereia, onde governou por 43 anos.

Um político astuto e negociador, fundou a cidade de Tiberíades (em homenagem a Tibério) e a povoou com gente pobre e escravos libertos.

A primeira esposa de Antipas era filha de Aretas, rei da Arábia Pétrea. Durante uma viagem a Roma, Antipas se hospedou com seu irmão Herodes II e se apaixonou por Herodias, sua cunhada. O incidente levou à guerra com seu ex-sogro e à morte de João Batista, que censurou a relação adúltera.

Aretas, aproveitando as complicações sucessórias pela morte do imperador Tibério (37 d.C.), tomou posse de Damasco (2 Co 11:32; At 9:25). Talvez coincida com a época quando Paulo voltou da Arábia para Damasco.

Em 39 d.C., o imperador Gaio Calígula nomeou Herodes Agripa como rei do antigo reino de Herodes, o Grande. Então, Herodias convenceu Antipas a ir a Roma e persuadir o imperador a torná-lo rei. Mas, Agripa insinuou a César que Antipas tinha intenção de revolta. Antipas e Herodias foram banidos para Lyon, na Gália e o território de Antipas foi incorporado ao de Agripa (Josefo, Antiguidades Judaicas 18.240-55; Guerra Judaica 2.181-83).

Mariamne II

Mariamne II (43 a.C.- 4 a.C.) a terceira esposa de Herodes, o Grande.

Filha de Simão Boeto, um sacerdote de baixo escalão de Alexandria. Morava em Jerusalém e sua fama de a “mulher mais bonita da época” atraiu Herodes. O rei destituiu o sumo-sacerdote Josué filho de Fabete e deu o cargo a Simão Boeto, aumentando seu status para facilitar o casamento.

O casal teve um filho, chamado Herodes II ou Herodes Boeto, que se casou com sua sobrinha, Herodias, e foram pais de Salomé.

Mariamne II foi implicada na conspiração de Herodes Antipater contra seu marido (Herodes) em 4 a.C. Como resultado, Herodes divorciou-se dela e removeu seu pai Simão Boeto do cargo de sumo sacerdote.

Herodianos

Em grego Ἡρῳδιανοί, “seguidors de Herodes”. Talvez um partido ou facção político-religiosa que apoiavam Herodes Antipas.

Aparecem junto dos fariseus na questão do pagamento de impostos a César (Mt 22: 15-22; Mc 12: 13-17).

Aparece em um só outro lugar em Marcos (3: 6). Embora muitas variantes de Marcos 8:15 contenha ao invés “de Herodes” apareça “dos herodianos” (p45 G W Θ f1 f13 28 205 565 1365 l76 l673 l813 l1223 iti itk vgms copsa(mss) arm geo).

Há uma hipótese de que os herodianos seriam os mesmos que os betusianos ou boetusianos, um ramo dos saduceus. Simão filho de Boeto de Alexandria ou o próprio Boeto foi feito sumo sacerdote por volta de 25 ou 24 a.C. por Herodes, o Grande, para casar-se com sua filha Mariamne (Josefo, Antiguidades Judaicas 15.9.3; 19.6.2.

Herodes Agripa I

Herodes Agripa I, neto de Herodes o Grande e governante da Palestina de 41 a 44. Perseguiu os primeiros cristãos e, de acordo com At 12, foi o responsável pela decapitação de Tiago, filho de Zebedeu, e pela prisão de Pedro (At 12: 1-4). Sua morte, comido de bichos, teria sido em retribuição à sua impiedade (At 12:20-23).